segunda-feira, 14 de setembro de 2015

O Guardião da Música

Em qualquer cidade, em qualquer país, vá a qualquer instituição mental ou asilo em que você possa entrar. Quando chegar à recepção, peça para visitar alguém que se autointitula "O Guardião da Música". Você será então guiado a uma longa escadaria em espiral, que parece ser mais alta do que o próprio prédio. Ao fim da escada estará uma porta.

Quando você abrir a porta, uma súbita onda de calor virá do corredor à frente e banhar você. Prossiga pelo corredor. Enquanto você anda, o ar ao seu redor vai ficar mais e mais frígido. Quando você se sentir como se estivesse encapado em gelo, você deve parar e ficar imóvel, ficar em silêncio, e ouvir. Se, após alguns segundos, você ouvir um bebê chorando, vire-se e corra. Nenhum perigo cairá sobre você, mas o choro da criança vai seguir você aonde quer que vá. Se ele te seguir para o resto da vida, considere-se sortudo; se e quando parar, seu primeiro filho morrerá.

Se você não ouvir o choro de um bebê, espere que o corredor se aqueça novamente e então prossiga para a porta no fim dele. Entre.

O quarto adiante estará banhado em luz verde. No centro dele, estará uma velha senhora girando a manivela de uma caixa de música silenciosa. Ambas as suas pernas estarão mutiladas na altura do joelho. Quando você falar com ela, olhe-a nos olhos. Ela esconde uma lança feita dos ossos de suas pernas; quebre o contato visual, e ela vai impalar você e te deixar sangrando até a morte em uma agonia que parecerá não ter fim. Ela só responderá a uma pergunta: "Qual era a música que eles costumavam tocar?"

A velha senhora começara a cantar em uma língua que não é deste mundo. Sja melodia será a mais bela que você já ouviu, trazendo paz e serenidade à sua mente, corpo e alma. Você se encontrará imaginando vividamente um grupo de crianças descpreocupadas cantando e brincando, tão inocentes quanto poderiam ser... E dentro de minutos, a cena tomará um rumo horrivelmente sinistro. As crianças vão começar a lutar entre si, e seu conflito rapidamente evoluirá para para a violência mais letal e brutal que você pode imaginar. Eles impalarão uns aos outros com estacas de madeira, estripar uns aos outros com pedras pontudas, e até rasgar as peles dos ossos com as próprias mãos. Você vai ver essas crianças, agora meros doppelgangers dilacerados de si mesmas, espalhando morte e destruição mais horríveis do que você jamais poderia imaginar. Você vai ver um menino nu, coberto de sangue, cantando com alegria enquanto corre por uma terra infernal e destruída, cercado por monstros imdescritíveis. Eles o tomarão e o destroçarão, a canção saindo de seus lábios murchos e feridos o tempo inteiro.

... Mas, inexplicavelmente, você se manerá calmo e em paz enquanto assiste essa brutalidade indescritível.

Quando essas visões aterrorizantes acabarem, uma enorme dor vai esfaqueá-lo no peito. Seu coração vai parecer estar prestes a explodir. Não deixe a agonia quebrar seu foco, e não desfaça o contato visual com a velha mulher, caso contrário você terá um destino tão horrível que um coração explodindo parece agradável na comparação. Se você se mantiver concentrado em seu olhar, a dor acabará cessando. A mulher se levantará (e, com seus olhos ainda focados nos dela, você não entenderá como) e colocar a caixa de música em suas mãos.

A caixa de música é o objeto 6 de 538. Quando sua canção tocar novamente, eles se juntarão novamente.

sábado, 12 de setembro de 2015

O Guardião da Luz

Em qualquer cidade, em ququer país, vá a qualquer instituição mental ou asilo em que você possa entrar. Quando chegar à recepção, feche os olhos e peça para visitar alguém que se autodenomina "O Guardião da Luz". Você será levado a uma única porta que leva a um corredor enorme e ventilado, e então será orientado a abrir seus olhos. Abra a porta. O corredor à sua frente será completamente negro, mas estreito o suficiente para que você possa sentir as paredes com os braços abertos, e se apoiar nelas enquanto segue o caminho.

Se, em qualquer ponto durante sua jornada pelo corredor, ele for subitamente banhado em luz, feche seus olhos imediatamente e rapidamente faça o caminho de volta para a porta pela qual você veio. Se seus olhos ficarem abertos por mais de um segundo, o que você verá vai forçar você a instintivamente arrancá-los.

Se, por outro lado, as luzes permanecerem desligadas por tempo o suficiente para que você atravesse o corredor inteiro, você vai chegar a outra porta. Olhe para baixo: se você consegue ver qualquer luz escapando pela fenda embaixo da porta, fuja imediatamente, pois o que você procura não está ali. Se nenhuma luz escapar do quarto, cuidadosamente vire a maçaneta e entre.

O quarto estará completamente escuro, à exceção de uma única, fracamente acesa vela no centro. A luz pálida que ela emite revelará os contornos de uma figura encapuzada e imóvel curvada sobre ela. Só existe uma pergunta à qual ele vai responder: "O que pode nos proteger Deles?" Diga qualquer outra coisa, e o homem arrancará seus olhos e forçará você a tomar o seu lugar debaixo da capa pelo resto da eternidade.

Se você fizer a pergunta correta, um grito perfurante virá da vela, e uma série de luzes iluminará o quarto, revelando imagens dos mais horríveis pensamentos, fantasias e memórias experimentados pela mente humana durante toda a História. A maioria das pessoas não consegue suportar esse evento, se tornando violentamente insanos ou morrendo instantaneamente ao ver tais horrores. Se você, de alguma maneira, sobreviver a isso, o homem encapuzado se levantará lentamente e colocará as mãos no seu rosto, virando sua cabeça para que você possa ver sua face jovial.

Olhe diretamente dentro de suas órbitas oculares vazias, pois se você olhar em outra direção, estará eternamente preso na escuridão desse quarto, esquecido para sempre pelo próprio tempo. Não pare para ver quando ele abrir a sua mão direita e colocar um pequeno objeto redondo em sua palma. Quando esse objeto tocar sua mão, você vai se encontrar capaz de ignorar até as mais temíveis agonias - a menos que você esteja em processo de obter outro Objeto, pois as dores que você sentirá estarão muito além de qualquer sofrimento humano. Saiba que esse poder recém-descoberto nunca vai te ajudar a esquecer as horríveis imagens que você testemunhou naquele quarto. Elas estarão gravadas na sua memória por toda a eternidade.

O olho em sua mão é o objeto 5 de 538. O despertar começou; eles não devem se juntar.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

O Guardião do Nada

Em qualquer cidade, em qualquer país, vá a qualquer instituição mental ou asilo em que você possa entrar. Quando chegar à recepção, peça para visitar alguém que se autodenomina "O Guardião do Nada". Se um olhar de puro e primitivo nojo atravessar o rosto do funcionário, você será levado a uma construção separada, uma que parece ser um velho alpendre de madeira. Dentro dele haverá um corredor aparentemente infinito, que ultrapassa e muito o tamanho do alpendre.

O corredor estará no mais completo silêncio. Tentar fazer qualquer barulho no momento errado é um erro grave e lamentável. Você vai perceber que as luzes no corredor ficarão mais e mais fortes à medida que você o percorre em direção ao fim; eventualmente, você se encontrará cego pela seu brilho. Se, em qualquer ponto, as luzes se apagarem, rapidamente grite: "Não! Pare! O que você está fazendo é errado!" enquanto se afasta de ré. Se as luzes não voltarem, corra de volta para a porta pela qual você entrou. Ela ainda deve estar aberta; com sorte, você ainda não está longe o suficiente para que ela se feche. Mas se ela estiver fechada, uma eternidade no Inferno seria preferível ao que você vai sofrer.

Se as luzes voltarem, continue andando pelo corredor. No final dele há uma cela; o funcionário vai abrir sua porta enquanto te encara enojado. Dentro da cela haverá um insano pastiche de cores, organizado em várias formações parecidas com arlequins. Você não deve se deixar distrair por eles, pois no centro do quarto há uma jovem mulher nua, banhada em sangue e rodeada por pedaços de nervos humanos, e é melhor você nem saber o que acontece se você tirar os olhos da face dela por um segundo sequer. Foque nela, e pergunte: "O que eles eram quando eram um?"

Ela vai olhar em seus olhos e dizer a resposta com detalhes incríveis. Vai ser diferente de qualquer coisa que você já ouviu, te deixando no limite do êxtase e da agonia. Não é incomum que um Buscador se perca na euforia. Mas você não deve deixar seu foco quebrar, e você deve tomar um cuidado especial para não olhar para seu peito tatuado. Sua mente vai tentar você a olhar, mas você deve resistir, pois, se você falhar, ela vai esfolar você vivo e adicionar sua pele mutilada à área, e você vai permanecer preso com ela, plenamente consciente, até o fim dos tempos.

A tatuagem é o objeto 4 de 538. Eles desejam ser um de novo, mas não devem.

O Guardião da Eternidade

Em qualquer cidade, em qualquer país, vá a qualquer instituição mental ou asilo em que você possa entrar. Quando chegar à recepção, peça para visitar alguém que se denomina "O Guardião da Eternidade". Um suspiro pode escapar do funcionário enquanto ele olha para você cheio de pena. Ele vai levar você por uma escadaria descendente que você pode esperar que te leve para o porão; não leva.

Ao ir mais e mais fundo no subsolo da instituição, você vai começar a ouvir um coro de gritos. No começo vai ser quase inaudível, como se sua origem estivesse a uma enorme distância, mas ao que você se aproximar do fim, os gritos ficaram mais altos e mais claros, até ecoarem tão forte que consumirão todos os outros sons. O barulho vai rapidamente se tornar tão doloroso que você sentirá uma vontade quase incontrolável de arrancar as próprias orelhas fora para escapar dele; resista a esse impulso. O funcionário, resistindo impassivelmente a essa cacofonia, vai te mostrar uma porta. Tão rápido quanto puder, ele vai destrancá-la e sair correndo, deixando você sozinho nesse corredor escuro e barulhento.

Essa será a sua última chance de ir embora correndo. Se você decidir continjar, abra a porta; os lamentos que perfuravam seus tímpanos pararão abruptamente, deixando seus ouvidos zumbindo. O quarto em que você entrará estará envolvido em uma escuridão quase tocável que consumirá tudo a não ser a parede distante. Acorrentadona essa parede estará uma figura macilenta coberta de marcas de chicote. Ele vai encarar você diretamente com um sorriso maníaco em sua face, aparentemente sem se incomodar com suas feridas ou com o bisturi cravado em seu peito. A única maneira de se salvar dos projetos sombrios desse homem é perguntar: "Quem os criou?"

Ele irá tossir como um animal agonizante antes de responder. Sua história serà a mais horrível que você já terá ouvido, além de conceitos primitivos como dor e morte. Ela cavará fundo na essência do mal; os de mente fraca enlouqueceriam ao ouvi-la.

Quando ele terminar, você decidirá se vai libertar esse homem de seu terrível fardo. Retire o bisturi e ele vai estremecer em agonia pela última vez antes de cair em silêncio... Para sempre.

O bisturi é o objeto 3 de 538. Você decide se o resto deve ser protegido ou destruído.

O Guardião do Início

Em qualquer cidade, em qualquer país, và a qualquer instituição mental em que você possa entrar. Quando você cjegar à recepção, peça ao funcionário permissão para visitar alguém que se autodenomina "O Guardião do Início". Um pequeno sorriso vai se formar em sua boca, quase como se dissesse "Seu idiota".

Você será então levado a um longo corredor - tão longo que você vai esperar que ele te leve para fora do prédio. Ainda assim, em uma clara violação das regras de espaço e da física, o corredor leva ao fundo do coração da instituição. Ele será sempre silencioso, ainda que você tente fazer barulho. Gritos morrerão antes de deixarem sua boca, e passos serão completamente abafados. Sem dizer uma palavra, seu guia apenas apontará uma porta.

Do outro lado estará um quarto confortável preenchido por um perfume agradável, mas desconhecido. No centro desse quarto, uma bela mulher que balança os braços vazios como se estivesse segurando algo no colo. Esse quarto permanecerá silencioso como o corredor que leva a ele, até que você faça uma pergunta específica: "Por que eles foram separados?" A mulher então explicará, com detalhamento excruciante, cada evento horrível na história. Cada espancamento. Cada guerra. Cada estupro. Cada assassinato. Nenhuma crueldade na história do Universo escapará de seus ouvidos. Quando ela acabar, tudo cairá em silêncio, e você estará livre para ir. Você decide o que fará com todas essas informações.

Aquela mulher é o objeto 2 de 538. Você decide se eles devem se juntar ou não.

O Guardião do Fim

Bem, minhas pequenas aberrações, a facul da tia Capitu está em greve, então eu tenho um montão de tempo livre por enquanto... Assim, eu decidi começar a traduzir a série The Holders, na ordem. Não vou dizer que traduzirei tudo, afinal de contas são 538! Mas eu vou traduzir quantas der, quem sabe eu consiga todas...

----------
Em qualque cidade, em qualquer país, vá a qualquer instituição ou asilo mental em que você possa entrar. Ao chegar à recepção, peça para visitar alguém que se autodenomina O Guardião do Fim.

Se um temor infantil tomar conta do rosto do funcionário, você será levado para uma cela no prédio. Ela ficará numa seção profunda e escondida do prédio. Tudo o que você ouvirá é o som de alguém falando consigo mesmo ecoando pelos corredores. Será uma língua que você não vai entender, mas sua alma sentirá um medo indescritível.

Se a conversa parar a qualquer momento, PARE e RAPIDAMENTE diga alto "Estou apenas passando por aqui, eu quero conversar." Se você ainda ouvir o silêncio, fuja. Saia, não pare por nada, não vá para casa, não fique em uma pousada, apenas continue andando, e durma onde seu corpo cair. De manhã, você saberá se escapou.

Se a voz no corredor voltar depois de você dizer estas palavras, continue. Quando chegar à cela, tudo o que você verá é um quarto sem janelas com uma pessoa no canto, falando uma língua desconhecida e segurando algo no colo. Essa pessoa só responderá a uma pergunta. "O que acontece quando eles se juntam?"

A pessoa vai então olhar dentro de seus olhos e responder sua pergunta com detalhes horríveis. Muitos enlouquecem nessa cela, alguns desaparecem pouco depois do encontro, e alguns poucos tiram as próprias vidas. Mas a maioria faz a pior coisa, e olha para o objeto nas mãos da pessoa. Você vai querer fazer isso. Esteja ciente de que, se você fizer isso, sua morte será cruel e de um horror inflexível.

Sua morte será naquela sala, pelas mãos daquela pessoa.

Esse objeto é 1 de 538. Eles nunca devem se juntar, nunca.