segunda-feira, 12 de maio de 2014

Ed Gein *--*

Hoooo gente,o ultimo de hoje beijos :* (3/3) #edgeinpft #bestkillerever
Fonte:isso e bizarro

                                                 Edward Theodore Gein (1906 – 1984)

Imagem3

História:

Edward Theodore Gein nasceu em 27 agosto de 1906 em Plainfield, Wisconsin. Ele cresceu sob forte influência de sua mãe, que era muito dominadora e o fazia acreditar que o sexo era um pecado, e que mulheres eram instrumentos do diabo. George Gein, o pai de Ed era alcoólatra e morreu em 1940, como resultado de insuficiência cardíaca. A morte de seu irmão Henry Gein, que morreu em 1944, foi durante um incêndio perto da casa dos Gein, porem o corpo não tinha queimaduras, apenas inúmeras contusões na cabeça. No entanto, nenhuma acusação foi feita, embora Ed Gein era suspeito de ter participado na morte de seu irmão. Então, no final de 1945, Ed Gein perdeu sua mãe Augusta Gein, que morreu após uma série de derrames.
Após a morte de sua mãe, Ed Gein se sentiu sozinho e perdido. Ele nunca desenvolveu qualquer amizade e sua mãe era a única pessoa próxima a ele. Desde que ele foi o único membro da família Geins ainda vivo, ele estava trabalhando na fazenda por conta própria e morava sozinho em uma casa enorme. Trancou todas as salas utilizadas por sua mãe e só usava um pequeno quarto perto da cozinha.
Logo após a morte de sua mãe, Ed Gein desenvolveu interesse na anatomia do corpo feminino e começou a ler revistas de culto à morte. O que mais o interessou foram as atrocidades dos nazistas, em particular, as experiências médicas realizadas em pessoas nos campos de concentração. Seu interesse na anatomia foi tanto que o encaminhou a ponto de que, dentro de poucos anos seguintes, ele comoçou a visitar vários cemitérios e exumar cadáveres femininos frescos, dissecá-los e manter algumas das partes do corpo, incluindo a cabeça, os órgãos sexuais e os órgãos internos ocasionais (coração, fígado, intestinos, etc)
Ed Gein esfolou vários cadáveres e usava em torno de sua herdade. Mas seu maior interesse estava na genitália feminina. Ele cortava e “brincava” com elas. Ele tinha uma imensa satisfação de usar calcinha da mulher, com uma vagina que ele retirava de uma das vítimas exumadas. Como sua obsessão aumentava, ele não estava mais satisfeito com cadáveres, então começou a buscar por vítimas “mais frescas”.

                                                                     Asassinatos:

19
Assassinato de Bernice Worden:
Bernice Worden era uma mulher de sessenta anos, perto da idade da mãe de Ed Gein. Ela desapareceu em 16 de novembro de 1957. Seu filho Frank foi vice-xerife, e ja que Ed Gein já tinha má reputação na cidade e foi flagrado passeando pelas ruas no dia que Bernice Worden desapareceu, Frank foi para o local de Gein verificar.

Ao entrar no local, a evidência chocante da obsessão de Ed Gein foi revelado. Bernice Worden foi pendurada de cabeça para baixo dentro de um gancho de carne, seu corpo estava sem cabeça e com uma abertura na frente. Seu coração estava em um prato dentro da casa, os intestinos e a cabeça, dentro de uma caixa em um galpão. Havia também as peles de 10 mulheres no galpão e uma pele enrolada de um torso feminino. Ed Gein fez um cinto decorado com mamilos femininos, “envelopou” uma cadeira com a pele humana, e teve vários crânios com coroa cortada, que ele usou como tigelas de sopa. Sua geladeira estava cheia de órgãos humanos, a mesa foi decorada com ossos e as lâmpadas tinham coberturas de sombras feitas de pele humana.
Crânio que ele usava como tigela:
1
Assassinato de Mary Hogan:
Ed Gein admitiu ter matado Mary Hogan, que estava desaparecida desde 1954. Mary Hogan foi morta a tiros por Ed Gein. Seu rosto foi esfolado e foi encontrado em um saco de papel durante a busca em sua casa.

Havia restos de pelo menos 15 mulheres encontradas na casa, porém Ed Gein disse que não conseguia se lembrar de quantas mulheres ele realmente assassinou. Mary Hogan e Bernice Worden foram as únicas vítimas registradas, portanto, é questionável se é apropriado definir Ed Gein como serial killer, porém é certo afirmar que ele matou várias mulheres, por isso, Gein é considerado um dos serial killers mais insanos que existiu.

                                                                 A casa de Ed Gein:

3
A casa de Ed Gein foi queimada completamente por um incêndio em 20 de março de 1958, enquanto Ed estava na prisão.
Ed Gein mostou não se importar com o ocorrido quando a notícia chegou até ele. A placa “For Sale” (A Venda) ainda está no lote onde a casa ficava, mas ninguem nunca comprou a casa antes dela ser queimada.

                                                                    Julgamento:

17
Após sua prisão, Ed Gein passou 10 anos em um hospital psiquiátrico. Gein foi dado como mentalmente incapaz e mandado para o Central State Hospital, que mais tarde se tornou numa prisão. Ele foi transferido para Mendota State Hospital em Madison, Wisconsin. Em 1968, médicos declararam que ele estava são o suficiente para ir ao tribunal. O julgamento começou a 14 de Novembro e durou uma semana. Ele foi considerado não culpado devido à insanidade. Ed passou o resto dos seus dias num hospital psiquiátrico.

                                                                         Morte:

4
Ed morreu em 26 de Julho de 1984, vítima de falha cardíaca e respiratória, devido ao câncer, no hospital Mendota Mental Health Institute. A sua lápide tem sido vandalizada ao longo dos anos, algumas pessoas retiravam pedaços da lápide para recordação, até que ela foi completamente roubada em 2000. A lápide foi recuperada em Junho de 2001 e dada a um museu em Wautoma, Wisconsin.

Vários filmes e personagens foram inspirados em Ed Gein, veja alguns:

Deranged – 1974 (Dica de “Shady”)
Donny Kohler – Don’t Go in the House (As Chamas do Inferno – O Corredor da Morte)
Maniac – (O Maníaco – 1980)
Jame “Buffalo Bill” Gumb – O Silêncio dos Inocentes
Leatherface – (O Massacre da Serra Elétrica)
Ed Gein – (O Serial Killer)
Norman Bates – (Psicose)
See No Evil – (Noite do Terror)
American Psycho – (O Psicopata Americano)

O Massacre da Serra Elétrica não tem um personagem baseado em Ed Gein, no entanto, a casa foi decorada com artefatos humanos semelhante à casa de Gein. Leatherface usa uma máscara feita de pele humana, como Ed Gein usava, e colocava suas vítimas em ganchos de carne, do mesmo jeito que Ed Gein fez com Bernice Worden.
Musica do Slayer baseada no Ed Gein (tradução aqui):

Gein também inspirou varias outras bandas e músicos como Cannibal Corpse (Addicted to Vaginal Skin), Mudvayne (Nothing to Gein), John 5 (Dead Art in Plainfield), Killdozer (Ed Gein), entre outros.

Imagens de uma de suas vítimas:
1





-
E aqui, um ótimo documentário sobre o Ed Gein (para quem não sabe ativar a legenda, é so clicar no “quadradinho” na mesma barra de dar “play”):

Bom, isso é tudo por hoje pessoal, abraço e até o próximo post!!!

Termos pesquisados para esta página:

  • ed gein

Adeus infância ;-;

O 2 post de hoje e em homenagem a aqueles que tiveram o milagre de ver desenhos bons..(2/3)

Paul Ribeiro, é mais conhecido por Hesh Artum estilo sombrio e muitas vezes desconfortável para pintura digital derivada de uma série de personagensfisicamente contorcidos, pausas mentais no tempo e no espaço, bem como afusão de objetos no orgânico. Suas inspirações vêm de pensamentos escurosnos cantos mais profundos de sua mente. Enquanto a maioria das pessoas tentam afastar tais pensamentosPaul gosta de explorar e expressá-las.










Dark Woods Circus

Hooooo Dark People,sim sim eu tava sumida mas eu volteiiiiiii lol,em homenagem a vocês 3 post hoje huehuheuue (1/3)#dwc *-*
Fonte:medo b,letras music
Tradução da música;

O Circo do Bosque Escuro

Nas profundezas do bosque, um circo pode ser encontrado,
Junto com o seu Diretor, que tem olhos grandes e dez metros de altura.

O elenco é alegre, apesar de suas formas bizarras.
Mas como é divertido! O Circo do Bosque Escuro!

Venha ver a aberração de duas cabeças e a grotesca diva.
Assista a besta azul, que devora coisas sem compaixão.

Não é que tenhamos desejado nascer com essas formas.
Por que nos olha desse jeito? Essas faces em decomposição.

"É doloroso, tão doloroso, e não há nada que possa ser feito."
Isso foi o que ela disse. Mesmo assim, nós ainda continuamos com esse circo.

Divertido, divertido, esse circo é tão divertido!
Você pode ver isso em nossos rostos decadentes, olhos derretidos e pele apodrecida.

Eu quero morrer, eu quero morrer, tire-me daqui, por favor!
Só que eu sinto como se me dissessem "Isso é impossível".




Vocaloid é um software que, basicamente, sintetiza vozes. Com vozes previamente gravadas, os usuários podem criar canções, basta ter uma letra e melodia, e então pode-se alterar e aprimorar efeitos, etc.
Conforme foram modificando essas vozes e criando novas músicas, foram nascendo os personagens, que são os responsáveis, em grande parte, por todo o sucesso da coisa. Na Ásia os Vocaloids fazem bastante sucesso, são lançados CDs e eles até mesmo fazem shows (hologramas, é claro).
A maioria das pessoas que já ouviu falar de Vocaloid, ou que já ouviu as músicas, geralmente acaba conhecendo o lado mais pop e feliz, principalmente quando se fala de Hatsune Miku, uma das Vocaloids mais conhecidas.
Mas nem tudo são flores...pode até ser que as canções de mais sucesso dos Vocaloids sejam alegrinhas e bem pop, mas alguns compositores escolheram ir por um lado mais sombrio, triste e, até mesmo, assustador.


É o caso de Machigeriita-P ou, Daisuke Kuchiki, conhecido por suas composições voltadas para o horror, está ativo desde os primórdios do movimento Vocaloid e já conquistou muitos fãs. Suas músicas trazem elementos que remetem à infância e seus respectivos medos, ou até mesmo contos de fada transformados em tragédias...mas não falarei de contos de fadas, hoje vou falar de um circo.

Apresento à vocês: Dark Wood Circus!

(Da esquerda para a direita: Uma diva deformada, Uma besta azul que ama comer coisas geladas, Um com duas cabeças, suas formas são estranhas)

O vídeo mostra uma criança (no caso, a Vocaloid Meiko) e sua jornada através de um circo, descobrindo coisas nem tão divertidas assim...
Ela se encontra com Hatsune Miku, a diva deformada, Kaito, a besta canibal e com os gêmeos Kagamine Rin e Len, que são agora um só, com duas cabeças.
Até aí, é apenas mais uma história macabra, criação de Machigeriita-P, certo? Bem, não exatamente. É claro, que é sim uma criação de Daisuke, no entanto, há uma história real (ao menos é o que dizem...) e que torna tudo ainda mais triste e bizarro.
Durante um período chamado Edo, no Japão, era comum que crianças de ruas, orfãos e até mesmo crianças que tivessem uma família, fossem raptadas e levadas para uma espécie de circo, lá elas eram mutiladas até a deformação e violentadas em frente a uma plateia, para a diversão dos espectadores. As crianças que se negassem a fazer o que era pedido, tinham ácido derramado em seus rostos, tornando todo aquele sofrimento ainda maior.
A música faz referência a tudo isso, mostrando o desejo de morrer que aquelas crianças tinham e como era terrível toda aquela situação que, ainda assim, divertia algumas pessoas, além de trazer algumas mensagens ocultas, também ligadas aos acontecimentos nos circos do período Edo.
Até onde tudo isso é verdade? Não podemos dizer, mas depois de saber da história que motivou a criação da música, assista ao vídeo:



(PS: A tradução em inglês ~http://www.youtube.com/watch?v=OsjTBdiPq8o~ é melhor na minha opinião, transmite melhor o significado da música).


Post da @feelnoguilt
Bons Pesadelos...

terça-feira, 6 de maio de 2014

O Experimento dos Gêmeos

Era o ano de 1941, e o Holocausto estava em um ponto de ruptura.

O fim da guerra estava chegando, e os alemães sabiam que tinham que fazer alguma coisa logo.

Experiências com judeus capturados não eram novidade, mas o que estava pra acontecer era algo totalmente diferente.

Eles escolheram um casal de irmãos gêmeos aleatório nos campos de concentração menores e os levaram a Birkenau para começarem os experimentos. Esses gêmeos não tinham ideia do impacto que teriam na guerra.

Os oficiais alemães os levaram a um grande quarto cheio do que pareciam ser grandes tubos de teste. Dentro dos tubos, estavam os corpos de outros gêmeos judeus; eles sabiam que eles eram judeus por causa das Estrelas de Davi marcadas em suas costas.

Os cientistas alemães trouxeram os gêmeos a uma mesa e os mandaram sentar, então explicaram o que eles iam fazer.

Eles disseram aos gêmeos que iam usar os irmãos em um experimento que ajudaria os alemães a ganharem a guerra. Em troca, os gêmeos seriam libertos por ajudarem o país.

Vários testes foram feitos com os gêmeos para verem se eles podiam ser usados. Depois de alguns dias, um cientista alemão entrou no quarto dos gêmeos com um sorriso no rosto. Ele explicou que eles eram um par perfeito, e que começariam o verdadeiro experimento em alguns dias.

Dias se passaram, mas finalmente alguns cientistas entraram no quarto dos gêmeos e ordenaram que eles os seguissem.

Os alemães os levaram a um pequeno quarto com uma mesa no meio. Os cientistas fizeram os gêmeos deitarem e os amarraram.

Os alemães cobriram os rostos deles com um cobertor velho, então, ao serem anestesiados, os irmãos seguraram as mãos um do outro e caíram no sono.

No momento em que os gêmeos acordaram, eles souberam que havia algo errado. Ainda zonzos e um pouco anestesiados, eles tentaram sentar. Quando tentaram, perceberam que ainda estavam amarrados. Começando a ficar com medo, eles olharam um para o outro.

O terror correu por suas espinhas. Os gêmeos estavam costurados cirurgicamente, de ombro a ombro. Cada um tinha controle do lado oposto, assim como o cérebro humano faz com uma só pessoa. Um cientista foi até eles e disse alguma coisa em alemão, então ele riu e escreveu alguma coisa na prancheta. Os gêmeos recém-costurados olharam um para o outro novamente e desmaiaram.

Alguns dias depois, o gêmeo da direita acordou, para ver um tubo intravenoso em seu braço. A bolsa da qual o tubo saía estava cheia de um líquido azul estranho. Então ele entendeu o que era - o líquido azul era um estimulante de crescimento. Durante os dias em que os gêmeos estavam dormindo, sua nova forma cresceu em pelo menos 20% do tamanho original, quase caindo da mesa onde estavam deitados.

Seus braços não estavam amarrados, mas ele não ousou se mover. Ele não queria acordar sua irmã e fazê-la passar por isso por mais tempo do que deveria. Ele decidiu voltar a dormir, mas, quando tentou, ouviu um barulho de tiros vindo de fora.

Um cientista alemão correu até eles, arrancou o tubo e disse a eles que o seguissem. Andar não era tão difícil quanto eles pensavam que seria; era algo bem natural.

Tropas alemãs e outro exército (o qual os gêmeos não reconheceram) estavam no meio de uma batalha. Alguns alemães gritaram para os gêmeos atacarem. Sem pensarem, eles correram na direção dos inimigos, partindo alguns ao meio e esmagando outros. Eles eram imunes a balas; provavelmente era outro efeito do líquido azul. Antes que eles soubessem, a batalha havia acabado.

Os gêmeos venceram batalha após batalha, apesar de eles terem ficado cada vez mais cansados de lutar.

Algumas semanas depois, outra batalha eclodiu. Os gêmeos costurados saíram da linha de frente do exército. Os oficiais alemães estavam gritando ordens, mas o foco dos irmãos eram os outros judeus que assistiam à batalha por trás de uma cerca elétrica. Naquele momento, os dois tiveram a mesma ideia.

Eles lutariam contra os que os mutilaram, e libertar os outros judeus.

Eles começaram a mirar nos alemães, devastando-os. As tropas alemãs não tinham ideia do que estava acontecendo. Rapidamente, as tropas foram reduzidas a poucas centenas. Os gêmeos estavam matando os últimos alemães quando uma forte dor atingiu suas costas com uma pontada.

Caindo de joelhos, eles olharam para trás, só para ver outra monstruosidade costurada, ainda maior e mais forte que eles. Então a gêmea da esquerda percebeu quem eles eram - os gêmeos com a Estrela de Davi marcada nas costas.

Os gêmeos tocaram as próprias costas. Uma Estrela de Davi estava lá, queimando e sangrando. Eles sentiram sua consciência sendo perdida. A última coisa que viram foram os cientistas em pé em sua frente, sorrindo e gargalhando.

Os gêmeos foram executados por traição. Todas as evidências sobre eles foram destruídas. Muitos outros gêmeos costurados foram feitos, assim como eles, mas cada vez maiores e mais fortes. Alguns seguiram os passos do primeiro casal de gêmeos, e alguns permanecerem leais à Alemanha. De qualquer jeito, quando eles não eram mais necessários, eles eram executados assim como os outros judeus, e nunca jamais ninguém tocaria no assunto novamente.
_____________
Fonte: Creepypasta Wiki
Tradução e adaptação: Capitu

ERROR #53



Ontem eu estava fazendo um jogo com o progama Sean chamado "ERROR#53", o nome é estranho, mas você vai ver porque ele é chamado assim. Eu fiz esse jogo para o meu irmãozinho e tinha certeza que tudo estava bem, com nada fora dos padrões de um jogo infantil, hoje já não tenho mais certeza. O jogo parecia muito infantil, mas queria testá-lo de qualquer maneira antes de meu irmão, ele me disse "experimenta enquanto eu estiver fora, eu tenho que ir para a escola." Antes de jogar pela primeira vez salvei ele em um CD no caso de algo acontecer. O CD teve 3 pastas, uma para Mac, um para Windows e outra para 64 bits do Windows.

NÍVEL 1:

O jogo era normal, nada parecia incomum, era jogado em primeira pessoa. Andei até uma pequena cidade, como em qualquer jogo infantil, no objetivo estava: "Vá falar com o rei." Eu fui lá, os moradores da vila me abordaram, um disse: "Boa tarde!" e outros "ERROR#53 - DESCONHECIDO". Eu pensei que era normal, pois: qual jogo amador não tem glitches / bugs / erros? Os aceleradores das árvores foram mal colocados, os a casa também, fiz uma nota para mim mesmo de arrumar isso depois. Eu conversei com o rei e ele me disse para ir matar o cabeça de abobora e seus capangas, disse que estava nas montanhas, fui para as montanhas, mas eu tinha uma parede invisível, e eu pensei "Isso deve ser para que os jogadores não saiam do mapa." Eu fui a leste *Porque o rei disse para fazê-lo* apareceu no objetivo, a tela congelou por 2 ou 1 segundo e então foi para o nível 2.



NÍVEL 2:

Todas as montanhas estavam normais atrás de mim e alguns dos capangas tentanvam me atacar, era um pouco estranho porque só matar com um só movimento da espada. Aceleradores de árvores são maus, não podia deixar de notar. Eu andei em frente e matei mais capangas mas uma pop-ups apareceu do nada, não tinha posto aquilo ali, então pensei que tivesse sido algo da internet, um anuncio ou algo assim, em menos de 1 segundo se fechou. Em seguida, a tela congelou de novo, agora mudava para o nível três.



NÍVEL 3:

"Muahaha! Isso vai ser divertido!" Isso é o que o cabeça de abóbora disse, quando ele apareceu na minha frente, eu matei uns 4 capangas que tentavam me matar depois, quando me aproximei do cabeça de abóbora para matá-lo, um som de "BOOM" apareceu e p cabeça de abóbora apareceu como um cadáver e desapareceu em um segundo."???? MAS QUE PORRA É ESSA?!" Foi a primeira coisa que passou pela minha cabeça quando isso aconteceu. O céu ficou preto e todo o lugar era escuro, eu não tinha feito aquilo, eu nem sabia COMO fazer aquilo. No objetivo dizia que tinha que voltar para a cidade. Uma tela apareceu Unity com falhas. Decidi contunuar o jogo.



NÍVEL 4:

Voltei e alguns pop-ups apareceram de novo, mas dessa vez uma velha apareceu com um pequeno grito e, em seguida, todo o lugar ficou escuro e a grama tinha falhas com quadrados pretos e rosas, eu não parava de olhar para a frente e uma garota branca apareceu. Era obviu que eu não tinha ideia do que estava acontecendo com o meu jogo, aquilo... Eu não tinha feito aquilo.



NÍVEL 5:

Voltei para a cidade, falar com o rei, ele me agradeceu por deter o cabeça de abóbora, ele estava flutuando..., então ele me disse para matar o cabeça de abóbora de novo... Depois  dessa frase, suas palavras foram:


"#_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_MORTE_#". Eu fui lá outra vez e no caminho apareceu um pop-up de um cara gritando, eu QUASE me cagava. A janela da unidade com falhas apareceu novamente.



NÍVEL 6:

O que diabos eu estava acontecendo? Por que eu deixaria o meu irmão jogar isso? Isso nem é o MEU jogo, não mais. 4 meninas (completamente brancas) corram para minha direção, o céu estava literalmente escuro, o chão era apenas quadrados brancos....Game Over?



O jogo me enviou de volta ao menu...

Meu irmão chegou em casa da escola. "Ei! Voltei! Como está o jogo?" Eu coloquei o CD na capa de CDs, então coloquei ele no chão, destruindo-o, então eu, exclui definitivamente do meu pc. Meu irmão chorou e minha mãe me pos de castigo, mas minha família está segura agora, de seja lá qual foi a merda que aconteceu ali, só queria esquecer que aquilo aconteceu.

Claro que isso não ia aconter...

Alguns dias depois que meu castigo qcabou encontrei una links na internet, era aquele jogo... Aquele maldito jogo estava ali, para todos os que quisessem jogar... Não havia sido eu a fazer aquilo mas me sentia na obrigação de fazer algo, fiz tudo o que eu podia mas nada o alterava, então fiz o unico que pude, dar um aviso.


Se você for corajoso, não tem medo e quer colocar em risco sua família, jogue este jogo, mas não me culpe por isso, tudo o que eu tentei foi fazer um jogo para crianças, mas tudo deu errado, não sei como, não sei quem fez, Nós não sabemos o porquê.

---

Link do jogo: http://zeoworks.com/misc.php?page=error53
Tradução e adaptação: Miss Insipida
Fonte: Creepypasta Wiki español

segunda-feira, 5 de maio de 2014

Uma carta para minha melhor amiga morta.



Querida Natalie,

Eu sei que era tarde demais para salvá-la, mas por favor, não fique com raiva de mim. Realmente não foi minha culpa. Eu te disse que a maré estava subindo, mas apenas ficou ali, deixando sua irmã enterrar você na areia. Você adormeceu, sem saber que não seria capaz de sair da armadilha que você tinha ,tão estupidamente, se deixado colocar. Você gritou quando a maré estava em cima de você, e eu realmente tentei te salvar. Eu realmente tentei. Se não fosse a maré, e sua irmã, você estaria viva, você ainda estaria aqui. Essa foi, de longe, a pior viagem para a praia que nós haviamos feito.

Ah, minha melhor amiga, eu sinto muito sobre tudo. Eu não deveria ter obrigado que todos nós fossemos à praia. Estou tão, tão triste. Eu acho que é minha culpa que você tenha morrido. Mas lembre-se, eu não era a pessoa que você enterrou na areia. Essa foi a sua irmã mais nova, Catherine.

Ela nem tentou ajudá-la, mesmo que você fosse a irmã mais velha dela. Ela teve que pagar por isso. Agora, me deixe dizer-lhe como eu vinguei você. Arrastei-me para o quarto apenas uma semana depois de sua morte. Eu levei alguns ácidos corrosivos do nosso laboratório de ciências do ensino médio, e os manteve escondido, juntamente com algumas outras ferramentas na minha bolsa. Eu estava ao lado de sua cama, e toquei no ombro dela. Quando ela abriu a boca para gritar, eu derramei o ácido na boca dela. Ela ficou em silêncio, como se o ácido tivesse queimado sua caixa de voz. Sua boca estava sangrando, e muito. Agarrei-a, a atirei sobre a minha volta, e entrei no banheiro com ela. Corri para a banheira com água fria, adicionando um ácido pouco também. Ela chorou enquanto eu pressionei suavemente um dos lados de seu rosto na água ácida. Continuei fazendo isso, mergulhando cada vez mais de seu corpo de tempos em tempos. Quando eu ja tinha me diverti bastante, eu a empurrei sob a água. Eu estava usando roupas de proteção, então eu estava absolutamente bem. Ela lutou, mas eu sou a garota mais forte da nossa faculdade, eu a mantinha abaixo da água facilmente, até que ela finalmente se afogou.

Eu adoraria dizer "eu sinto muito por matar a sua irmã", mas estaria mentindo. Não, não fique chateada. Ela está em um lugar melhor agora, o mesmo lugar que ela te levou, pra longe de mim. Minha melhor amiga. Você era tudo para mim, e agora eu estou tão sozinha.

Tudo que eu queria era que você estivesse junto de mim novamente, mas eu acho que isso nunca vai acontecer. Então eu descobri o meu próprio caminho para te encontrar. Eu tenho a arma pressionada contra a minha cabeça enquanto eu escrevo isso.

Para a minha melhor amiga morta,

Eu vou estar vendo você em breve...

Com muito amor,

Sua melhor amiga, Katie.


---


Fonte: Creepypasta Wiki
Tradução: Miss Insipida

domingo, 4 de maio de 2014

Lendas brasileiras - Ipupiara

IpupiaraIgpupiara ou Hypupiara (do tupi ïpupi'ara, "monstro marinho"), segundo os tupis do atual litoral brasileiro no século XVI, era um monstro marinho e antropófago.



Uma crônica de Pero de Magalhães Gândavo, publicada em 1575, conta que um ipupiara aparecera em 1564 na praia de São Vicente (SP), a primeira vila brasileira, e aterrorizou a escrava índia Irecê, que ia encontrar o amante na praia e viu a aparição do monstro como um castigo. O ipupiara, aparentemente, já matara seu amante, Andirá. Fugiu apavorada, mas no caminho encontrou o capitão Baltasar Ferreira que enfrentou o monstro e o abateu a golpes de espada (era o representante em São Vicente do capitão-mor Pedro Ferras Barreto, que residia em Santos).Segundo o cronista, o monstro tinha “quinze palmos de comprido” (3,30 metros) e era “semeado de cabelos pelo corpo e no focinho tinha umas sedas mui grandes como bigodes”.

Outro cronista colonial, o jesuíta Fernão Cardim, dizia que tais criaturas tinham boa estatura, mas eram muito repulsivas. Matavam as pessoas abraçando-as, beijando-as e apertando-as até as sufocar. Esses monstros, também devoravam os olhos humanos, narizes, ponta dosdedos dos pés e das mãos e as genitálias. Existiam também na forma feminina, possuindo cabelos longos e eram muito formosas. O Ipupiara era, segundo estes cronistas, um ser "bestial, faminto, repugnante, de ferocidade primitiva e brutal".
Jean de Léry, em sua obra Viagem À Terra do Brasil, conta algo semelhante, que ele ouviu diretamente dos índios Tupinambás da Guanabara no século 16:
(...) Não quero omitir a narração que ouvi de um deles de um episódio de pesca. Disse-me ele que, estando certa vez com outros em uma de suas canoas de pau, por tempo calmo em alto mar, surgiu um grande peixe que segurou a embarcação com as garras procurando virá-la ou meter-se dentro dela. Vendo isso, continuou o selvagem, decepei-lhe a mão com uma foice e a mão caiu dentro do barco e vimos que tinha cinco dedos como a de um homem. E o monstro, excitado pela dor pôs a cabeça fora d'água e a cabeça que era de forma humana, soltou um pequeno gemido (...).

Estátua do Ipupiara, no parque Hipupiara, centro de São Vicente

É provável que o ipupiara de Baltasar Ferreira fosse um leão-marinho, animal pouco conhecido e assustador para os índios do litoral paulista, pois raramente aparece em tais latitudes.
Mais tarde, esse ser se confundiu com a boiúna ou cobra-grande das lendas amazônicas, uma sucuri negra, gigantesca e voraz que também podia tomar forma de embarcação. Também conhecida, a partir do século XVIII, como mãe-d'água, passou a ser também imaginada como mulher.
É só no século XIX que aparece o nome enganosamente indígena de uiaraou iara, romanticamente imaginada como uma versão tropical e indígena das janas, nixes e loreleis do folclore europeu, a arrastar os incautos para a morte nos igarapés com sua beleza ou seu canto.
________________
Fonte: Fantastipedia

Dark Art - Broken Skin


                                                                                              Arte by Capitu
                                                           Todos os direitos reservados a Creepypasta Universe.

O que eu fiz

Minha vida... o que eu fiz com ela? Eu a arruinei. Eu diria que era... 3 ou 4 de maio quando eu entrei na Creepypasta Wiki pela primeira vez. Eu tinha certeza de que era o site perfeito para mim. Histórias de terror eram minhas leituras favoritas, mas... parece que tornei minha vida um... desculpe se tiver algum erro gramatical, é que eu estou tremendo muito agora...

Eu comecei a ler 1 ou 2 histórias por dia e, quando estava entediado, 3 ou 4. Era minha parte favorita do dia, mas eu geralmente tinha muitas coisas a fazer. Eu tinha quatro cães e nenhuma mobília além da cama, e às vezes eu só tinha que me fechar no meu quarto e entrar na Wiki.

A Creepypasta Wiki parecia me induzir a ler mais e mais histórias. Eu persistia em ter pesadelos, e em eventualmente não conseguir dormir. Algumas das histórias que eu li logo que entrei na Wiki me assustam até hoje, apesar de eu já ter ficado completamente insano.

                     Uma das coisas que eu lembro vagamente de ter rabiscado depois de desmaiar uma noite... Não acho que o significado importe...

Se você me visse, você pensaria que eu sou uma pessoa completamente sã, mas não... eu estou tremendo enquanto escrevo isso, eu estou vendo coisas, e meu Deus, como eu queria deixar essa casa... Depois de cerca de um mês, eu já estava lendo mais de 30 por dia. Mais à noite, já que eu não ia dormir mesmo. Minha mãe veio para a minha casa um dia e ela gritou com o que viu. Ela me disse que eu devia ir ao médico imediatamente. Ela entrou na casa e vomitou com seu cheiro. Já havia duas semanas que eu não cozinhava, e ela achou... dois dos meus quatro cães, mortos de fome.

Minha mãe agarrou meus ombros e tentou me tirar do prédio. Eu lembro de ter pego uma faca... e isso é a última coisa de que me lembro... eu acordei depois do que pareceu ser uma semana, amarrado a uma máquina de tubos intravenosos. Aparentemente, minha mãe foi a minha casa para encontrar meus quatro cães mortos... ela disse que eu chorava e sussurrava pra mim mesmo enquanto minha tela mostrava outra creepypasta idiota na minha frente.

Ela disse que imediatamente segurou meus ombros e foi correndo comigo para o carro, mas eu me soltei e fui para a cozinha, peguei uma faca e... eu me esfaqueei. No entanto... nada mais parece importar. Minha mãe morreu há uma semana. Depois de meia semana hospitalizado, eu voltei para casa.

Naquela noite... eu voltei a acessar a Wiki, e em uma semana comecei a alucinar.

Eu dei um jeito de pagar minhas contas no último mês, mas eu logo perderei tudo... eu fiz hora extra todas as noites no último mês... noite após noite, para ter dinheiro para pagar o aluguel, para que eu possa sentar na minha casa e ler histórias... agora, aqui estamos... final de Outubro... o Halloween chegando... as alegrias do outono por todos os lados... enquanto eu estou condenado a essa maldita vida de horror e agonia...

Por que eu fiz isso comigo? Por que eu destruí minha própria vida? Isso... isso não é uma história... é minha carta de suicídio...

Meu nome era Tyler James.

Não se esqueça... nunca se esqueça...

Adeus, agonia.
____________
Fonte: Creepypasta Wiki
Tradução e adaptação: Capitu

sábado, 3 de maio de 2014

O cinco



É incrível as coisas as quais você pode se acostumar. Cheguei a um ponto que eu estou realmente contente que isso tenha acontecido, o que diabos "isso" fosse.

Eu acho que foi cerca de um ano agora, e eu tenho certeza que eles operam em um ciclo de cerca de cinco semanas, ou como eu chamo "o cinco". Eles só impetuosamente repetem os últimos 35 dias antes que eles ... morresem, eu acho. É difícil dizer, já que seus corpos são tão quente e frescos como o dia em que eu acordei nesse mundo novo ridículo. Eles nunca morrem de fome, eles nunca envelhecem, eles apenas revivem a cada cinco anos, mais e mais durante o tempo que lhes é fisicamente possível. Levei um tempo para superar a loucura, é claro, e eu cheguei perto de me matar inúmeras vezes. No início, eu me segurei esperando que pudesse encontrar alguém como eu, alguém que me explicasse o que estava acontecendo. No momento em que eu desisti foi quando percebi, eu estava me divertindo muito para me importar.

O ciclo não é perfeito, é claro. As coisas se desgastam. Acidentes acontecem. Muitos dos motoristas ainda estão sentados em seus carros quebrados, capotados, ainda bombeando os pedais a não ser se eu intervenha. Tem um cara da pizza que vem até a casa do vizinho todas as noites, de mãos vazias, entregando nada para uma porta que não abriu desde que eu piquei este ai. Os filjos da mãe nos aeroportos estão cada vez mais engraçados, e você deve ver a merda assustadora que se passa nos hospitais.

Por enquanto, pelo menos, partes selecionadas da civilização estão ainda em funcionamento. As pessoas, ou o que costumavam ser as pessoas, ainda estão em execução as grades, ainda fabricam e enviam para fora produtos, ainda vendem hambúrgueres onde hambúrgueres ainda são vendidos, qualquer trabalho que foi originalmente realizado durante o cinco continua intecto. De vez em quando eu tenho que fazer um trabalho de detetive, descobrir qual ligação foi quebrada em algum lugar importante para mim e fazer o que puder para configurá-la de volta aos trilhos. Às vezes, eu só tenho a apontar na direção certa. Às vezes eu tenho que substituir os pneus, recaregar tanques de combustível, enormes pilhas claramente podres de mantimentos, o que for preciso para estocar a comida e poder chegar, finalmente, a minha nova propriedade.

Isso não podem durar para sempre, é claro, mas eu estou me divertindo como posso. Quando o horror desaparece, é muito bom se sentir como o centro do universo. Para saber que você é agora, literalmente, a pessoa mais inteligente do mundo. Para ser capaz de fazer qualquer coisa que você quiser agradar você mesmo, sem pensar nos outros. Quando eles estão completamente removidos de sua rotina, saindo de ser percurso, eles apenas parecem desistir de tudo. Eles são como bonecos semi-automaticos. Você pode vesti-los e colocá-los para fazer todo de violento, doentio e feio que você sempre sonhou que eles poderiam fazer. Eu costumava amarrar máscaras sobre seus rostos, rechea-los com roupas, mas eu comecei a preferi-los do jeito que eles são, mesmo que, no final do dia, "isso" ainda me faça pensar, e "isso" ainda me deixa louco.

Eu sou o último ser humano na Terra. Eu costumava ter mil perguntas, mas agora eu só tenho uma ...

Para onde, exatamente, todas as cabeças foram?


Criado por Jonathan Wojcik 



---


Tradução: Miss Insipida
Fonte: Creepypasta Wiki

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Guardião da graça.



Cinco quilômetros ao norte de qualquer velha cidade rural, você vai encontrar uma grande casa decrépita em uma colina. Bata na porta e ela será aberta por um homem alto e moreno. Diga-lhe que você veio para falar com o guardião da graça. Ele vai tentar persuadi-lo a sair, mas insistam em entrar na casa. Ele vai leva-lo direto para uma porta no final de um longo corredor, e ele vai deixá-lo la.

Através da porta há uma escadaria de pedra que desce para a escuridão. As escadas parecem que vão continuar por dias, e em pouco tempo as suas pernas começam a doer. Não pare até que a última coisa que você encontra em sua frente é uma grande porta de madeira. Bata na porta e uma voz suave vai pedir para você entrar. Se essa voz falar quaisquer outras palavras, corra.

Quando você entrar, vai encontrar-se em uma sala contendo uma longa mesa de mogno com um conjunto de porcelana fina e cristal precioso. No teto estará pendurado um candelabro de ouro e pedras preciosas. Como você olhar para esses objetos você vai perceber que eles eram o melhor que poderiam se ter tido a muito tempo, mas agora tudo está lascado, rachado e manchado.

Na cabeceira da mesa, vai sentar-se a mulher, a mais linda que você já viu, vestido restos esfarrapados de um vestido, uma vez glorioso de ouro e seda branca. Sob seus olhos estará amarrado um pedaço de seda. Dirija-se a mulher como "Lady" e pergunte se você pode se juntar a ela. Quando ela concordar, você deve saber o seu lugar, e escolher o seu lugar na mesa. Ninguém pode dizer o destino de quem escolhe errado, mas escolha corretamente, e comida aparecerá sobre a mesa. Não coma. Não beba. Nem sequer respire o perfume. O alimento não é feito para seres mortais. Figuras horríveis, então, tomam forma e sentam-se em outros lugares. Olhe para essas coisas sem Deus, sem vacilar, e apresentar-se a cada um com o máximo de delicadeza. Se eles encontrarem uma mínima ofensa, eles vão rasgar você em pedaços.

Apresente-se finalmente para a senhora na cabeceira da mesa, e peça-lhe o seu nome. Neste momento ela só irá remover a seda dos os olhos. Você nunca deve olhar nos olhos dela, fazer destruiria sua mente frágil. Você pode perguntar-lhe então: "Por que você prende eles?" e a senhora vai levantar-se a partir de seu assento. Pergunte de novo e você vai achar que ela de pé ao seu lado. Não ligue para ela. Não olhe nos olhos dela. De pé, com as mãos apoiadas sobre seus ombros, ela vai começar a contar uma história; Uma história de anjos e demônios, de deuses antigos e almas mutiladas, de horrores sem nome e sacrifícios incontáveis. Se você sobreviver com sua sanidade mental intacta, ela vai lhe desejar boa sorte. Ela vai se inclinar perto de você, e sussurrar o nome dela em seu ouvido. Em seguida, ela irá falar o seu próprio nome, e você não vai saber mais nada.

Quando você acordar você vai estar na última cama que dormiu, vestido com o que você usava até então. Em sua mão estará um lenço de renda manchado e com seu nome bordado no canto.

Este lenço é o objeto de número 213 de 538 objetos. Ore para que a sorte que ela lhe desejou venha a protegê-l do que ainda está por vir.


---


Tradução: Miss Insipida
Fonte: Creepypasta Wiki